5 de mar de 2010


NAS FORMAS DE TI.

Deitado as formas do teu corpo
sinto o calor pleno de a tua alma
a sentir o mastro rígido de mim
que em ti, a êxtase, perde-se a calma
no emitir sussurros de contentamento
do profundo tesão que sentes,
da posição congênita que me adora,
fazendo-nos loucos, contentes,
na inebriada forma que se pões
sobre a pele que se queima a amar,
na lonjura que se estendem o querer
fazendo-nos tão dementes, gozar...

(Senhor da Lua)

Nenhum comentário: