3 de fev de 2010


DOCE LAMBANÇA!

É nas horas tensas do querer maior,
Que a transa foi bem feita,
Sexo intenso, penetração constante,
Equilíbrio presente!
Mas na longa madrugada,
O corpo se entregou,
Na doce e insaciável lambança,
Do prazer do tesão...
E ali concretizou!

(Desejos da pele)

Nenhum comentário: