14 de fev de 2010


TEU FALO MELADO.

A distância é tortura, no virtual a loucura,
Provoco de longe, deixo-te na fissura!
Sua roupa intima quero saber,
Mas é somente pra ver!

Teu falo excitado, querendo ser chupado,
Quem sabe ser amordaçado pelos meus lábios!
Não adianta esconder, quero ver tudo escorrer,
Diante dos meus olhos, na distância sentir prazer!

Peço-te pra movimentar, como se fosse minhas mãos no lugar,
Bem de vagar no movimento constante,
De cima para baixo, quem sabe meio apertado,
Como se fosse penetrar.

Não quero que resista, sinto o teu tesão,
Mesmo não tendo em minhas mãos,
Que louca vontade de gozar em união,
Eu e você seu falo melado, no grande compasso de sofreguidão!

(Desejos da pele)


Nenhum comentário: